Um pouco mais sobre a técnica de Drenagem Linfática Manual (DLM)

DrenagemLinfatica

24 abr Um pouco mais sobre a técnica de Drenagem Linfática Manual (DLM)

A modalidade de massagem conhecida como drenagem linfática manual ou DLM é talvez a mais comum e solicitada nos atendimentos na clínica de estética. Existem mitos e variações em cima deste tipo de massagem , este post visa clarear estas informações. Esta modalidade é um complemento nos tratamentos estéticos corporais e não uma modalidade de tratamento isolada.

A DLM é uma técnica de compressão manual dos tecidos, que utiliza pressões intermitentes e tem como objetivo aumentar o fluxo da circulação linfática para tratamento de patologias.

O sistema linfático foi durante séculos o mais desconhecido dos sistemas do organismo. Na Antigüidade, de acordo com a legenda mística dos gregos, o deus Apolo (Deus da Medicina) suspeitava dos poderes “secretos do sangue”). Aristóteles (384-322 AC) filósofo grego, discípulo de Platão, médico e professor, citava a existência de vasos que continham um líquido incolor. Herófilos, outro médico grego, escreveu: “Dos intestinos saem condutos (vasos) que não vão para o fígado, e sim a uma espécie de glândula que hoje conhecemos com gânglios linfáticos.

Em 1651, o pesquisador francês, Jean Pecquet, descobriu em um cadáver humano, a existência de um ducto torácico e uma espécie de receptáculo no seu início, que denominou de “cisterna de Chily, ou cisterna de Pecquet”.

A primeira descrição a respeito da drenagem linfática aconteceu no século XIX, por Winiwarter, austríaco, professor de cirurgia.

Em 1912, Aléxis Carrel conquistou o prêmio Nobel de medicina por seus trabalhos com o propósito de regeneração celular, mostrando o fundamental da linfa nos tecidos vivos. Realizou sua experiência com o coração de um  frango cujas células estavam constantemente regeneradas pela linfa.

Somente em 1930, o fisioterapeuta Dr Emil Vodder, tratou pacientes acometidos de gripes e sinusites, que viviam na úmida e fria Inglaterra. Em suas observações, manipulando suavemente os gânglios linfáticos do pescoço, percebeu que estes se apresentavam inchados e duros. Intuitivamente iniciou o uso de uma massagem suave nos locais com a finalidade de melhorar o estado geral dos pacientes. Com os bons resultados, Dr Vodder disciplinou o método e, seu primeiro relato escrito surgiu no ano de 1936, em uma exposição de saúde em Paris.

Na década de 60, o médico Dr Földi, estudou as vias linfáticas da cabeça e suas relações com o líquido cerebral.

Na década de 70, o professor Ledo demonstrou com uma filmagem e radioscopia, a ação da drenagem linfática manual

Patologias do Sistema Circulatório

Linfedema ou Edema Linfático:

É o acúmulo anormal de líquidos nos espaços intersticiais, ou seja, uma infiltração de líquidos nos tecidos celulares subcutâneos, produzido por uma insuficiência do sistema linfático. Juntamente com este excesso de líquido intersticial, há uma aglomeração anormal de proteínas e um aumento do número de leucócitos. Denomina-se esse conjunto de exsudato inflamatório.

Varizes

Se define varizes como dilatações anormais e permanentes das veias. Podem gerar complicações que são edemas nos membros inferiores, tornozelos e panturrilhas, dor local, sensação de pernas cansadas, varicoses, e flebite dos vasos superficiais.

Flebites

Presença der coágulos aderentes à parede do vaso, provoca reação inflamatória local. Este fato gera edema duro no membro, dor local, transtornos arteriais e venosos, varizes e varicoses.

Varicoses

As varicoses são flebites das veias superficiais, ou seja, coágulos que se desprenderam das paredes dos vasos e provocaram a formação de eczema varicoso, que tem aspecto de “cordão roxo” e que normalmente deixa o local dolorido.

Celulite ou Hidrolipodistrofiaginóide ou Fibroedemagelóide:

 A celulite se localiza na camada mais superficial do tecido adiposo. Primeiramente ocorre uma infiltração edematosa do tecido adiposo, cuja conseqüência é um aumento no seu volume, caracterizando uma hipertrofia tecidual. Segue-se a polimerização de substância fundamental amorfa que, ao infiltrar nas tramas do tecido conjuntivo de sustentação, provoca uma reação fibrótica consecutiva. Esse conjunto gera uma compressão dos vasos sangüíneos e linfáticos, dificultando as trocas de oxigênio e nutrientes dos capilares artérias para o tecido adiposo e a eliminação de líquidos, minerais, restos metabólicos e proteínas do interstício para os capilares linfáticos e venosos. Isto provoca também, em um estágio mais avançado, a compressão de filetes nervoso, o que explica a dor na região afetada. Em resumo, a celulite aparecem vários nódulos edematosos subcutâneos, compostos de água, toxinas e gordura e um tecido conjuntivo fibroso que se espessou, se proliferou e perdeu sua elasticidade, ocasionando a região um aspecto granuloso, “tipo casca de laranja”.

Efeitos da Drenagem Linfática Manual:

 

– Aumento da capacidade de admissão dos capilares linfáticos;

-Aumento da velocidade da linfa transportada;

– Aumento da quantidade de linfa filtrada processada pelos gânglios linfáticos;

– Aumento da oxigenação e desintoxicação da musculatura esquelética;

– Aumento do peristaltismo intestinal;

– Aumento da diurese;

– Otimização das imunoreações celulares;

– Diminuição das aderências e retrações cicatriciais;

– Maior eficiência celular;

– Maior eficiência da nutrição dos tecidos.

Indicações da Drenagem Linfática Corporal:

– Circulação de retorno comprometida;

– Tecido edemaciado;

– Varizes;

– Varicoses;

– Cicatrização;

– Menopausa;

– Cansaço nas pernas;

– Sistema nervoso abalado;

– Gestação;

– Celulite;

– Pré e pós cirúrgia plástica;

– Linfedema

– Cansaço nas pernas

– Dores musculares

– Relaxamento

– Pós- Mesoterapia

– Hematomas

– Olheiras

– Rejuvenescimento

Indicações da Drenagem Linfática Manual – Facial

 

– Tratamento de rejuvenescimento;

– Acne;

– Fragilidade Capilar;

– Edemas palpebrais;

– Pré e pós cirurgia plástica e odontológica;já tratamos neste post.

Conhecendo as indicações e o mecanismo de ação, fica mais fácil procurar um tratamento com drenagem linfática manual, mas por tratar de uma modalidade de massoterapia com intensa ação terapêutica faz-se sempre necessário uma consulta de avaliação. Esta é uma técnica que serve para potencializar os efeitos dos tratamentos corporais como a massagem estética modeladora. Para iniciar seu tratamento com DLM, outras informações e agendamentos, entre em contato.

Sem Comentários

Adicione um comentário